LivrosNotícias

O LADO ESCURO DA MADRUGADA: Qual seria a real motivação de um assassino para cometer um crime?

Poderíamos levantar diversas hipóteses para os homicídios ocorridos. A discriminação racial é um fator muito recorrente no país, assim como os crimes que acontecem devido ao tráfico de drogas e dívida de entorpecentes. Claro que também não podemos deixar de fora dessa lista os crimes passionais, que são cada vez mais expostos na mídia sensacionalista.

Mas qual seria a motivação de um autor para relatar uma grande investigação policial em um livro? Será que podemos levar em conta suas anteriores experiências literárias? Ou quem sabe tudo isso seja “culpa” das novas séries policiais da Netflix? Sem dúvida nenhuma, não podemos descartar a imaginação, ela é capaz de criar os mais diferentes cenários e acontecimentos em questão de segundos.

Roberto Giacundino é formado em RH e logo em sua primeira experiência como escritor resolveu encarar o desafio de relatar um crime instigante ocorrido no Theatro Municipal. Para escolher o cenário no qual acontecderia o grande crime de sua obra, O Lado Escuro da Madrugada, Roberto conta que trabalhar perto do centro de São Paulo sempre o inspirou a imaginar os mais diferentes acontecimentos, afinal, a paisagem cinza das calçadas e a arquitetura clássica do local, sempre mexeu com o imaginário das pessoas das mais diversas formas.

“O centro velho de São Paulo sempre me fascinou desde a infância e ainda fascina, o teatro municipal é imponente e possui uma aura de mistério própria. Me lembro de trabalhar muito anos ali no centro e numa das noites ao sair do serviço me deparei com um evento deste porte, tapete vermelho, grade de isolamento, era a entrega de um importante prêmio de uma revista de celebridades, achei o cenário perfeito para um assassinato intrigante…(risos).”

Segundo o autor, a coexistência com as figuras distintas no local também o inspiraram na caracterização de seus personagens centrais. É evidente que livros de Marcos Rey, Sidney Sheldon, Agatha Christie, Stella Carr, Pedro Bandeira e Harlan Coben também o ajudaram a narrar sua trama literária.

Apesar de influências, Roberto Giacundino surpreende ao dizer que as séries de investigação das plataformas mainstream não o cativam muito. Ele gosta mais de entretenimentos que explorem as relações humanas, sem muitas explicações tecnológicas para os fatos.

“(…) Acredito ainda na máxima de Mis Marple (personagem de Agatha Christie) que as relações humanas, a observação e a curiosidade aliados à intuição auxiliam muito mais nas descobertas do que qualquer emprego de técnica avançada.”

Em relação ao motivo do assassinato e como o crime aconteceria, o escritor garante que tudo veio da sua imaginação, mas não descarta, de certa forma, alguma influência cotidiana, até porque para compor este tipo de situação, o dia a dia acaba se tornando um forte insumo.

O Lado Escuro da Madrugada

Edição: 1ª
Editora: Pandorga
ISBN: 9788584422050
Ano: 201728
Páginas: 272

Sinopse: Quando um famoso publicitário é assassinado no Teatro Municipal de São Paulo, após ser premiado por uma campanha contra a discriminação racial e todo tipo de preconceito, sua colega de emissora, a jornalista Sandra Garcia, decide tomar o caso para si e descobrir a motivação do assassino, sem saber que este era apenas o primeiro de uma série de outros assassinatos que seguiriam um padrão, interligando as vítimas. Durante a investigação, vertentes inesperadas surgem: teria seu colega sido assassinado por um dos funcionários do Teatro Municipal? Ou por neonazistas buscando grotescos ideais? Ou, quem sabe, uma execução por dívidas de entorpecentes? Acompanhada de três aliados: o irmão da vítima, um novo e inusitado parceiro de investigações, e um jovem hacker, Sandra faz cair as máscaras em seu caminho, pois as possibilidades são inúmeras e nada nem ninguém é o que parece. Enquanto lutam com um assassino que parece sempre estar dois passos à frente deles, ela é envolvida em uma rede de mistérios ao mesmo tempo em que precisa lutar com fantasmas do passado ao desvelar uma conspiração capaz de mudar sua vida por completo.

28 nov, 2017
Michelle Felippelli

Posts relacionados