O Olhar de Milo

O Olhar de Milo
0

Já fazem alguns meses que li ‘O Olhar de Milo‘ e, por algum motivo que não sei dizer, acabei deixando passar a resenha. Esse é um livro tão bom que quando me dei conta que não havia falado dele no blog, tive que vir correndo contar para vocês!

Sem mais demoras, vamos conhecer Milo e sua incrível história de superação.

O_OLHAR_DE_MILO_1415372814B.jpgSinopse: Milo Moon tem nove anos e sofre de retinite pigmentosa. Ele está perdendo a visão e logo ficará cego. Mas, por enquanto, vê o mundo por um buraco de agulha e percebe coisas que as outras pessoas não notam.  Mas quando a adorada avó de Milo começa a sofrer de demência e vai para uma casa de repouso, ele percebe que há algo de muito errado naquele lugar. Os adultos não lhe dão atenção e, por isso, com a ajuda do cozinheiro Tripi e de Hamlet, seu porquinho de estimação, Milo decide mostrar o que realmente acontece na casa de repouso e quem é a sinistra enfermeira Thornhill. Perspicaz, inteligente e surpreendente, O olhar de Milo é um romance cheio de grandes ideias, verdades simples e uma mensagem emocionante, capaz de tocar todas as pessoas. Milo vê o mundo de uma forma muito especial e será impossível não se apaixonar por ele, saborear cada momento e depois compartilhar sua história.

Em ‘O olhar de Milo‘ temos a historia de Milo Moon, um garoto encantador de 9 anos que mora com sua mãe, a bisavó e seu animal de estimação na Inglaterra, e que em uma noite de Natal descobre que tem uma doença chamada pigmentosa, que faz com que Milo perca a visão periférica e passe a enxergar com muita dificuldade. Infelizmente a pigmentosa não tem cura e, por consequência da evolução, irá levar Milo a perda total da visão.

Após essa noticia é de se esperar que Milo comece a ter uma vida difícil e que acabe dependendo de outras pessoas, mas não é nada disso que acontece: Milo é um garoto diferente e mesmo sabendo de todas suas limitações, se nega a se tornar uma criança dependente. Ele anda para todo o lado sozinho, cuida da sua bisavó Louise Moon (Lou) de 92 anos, que além de tudo é sua melhor amiga, e de seu porquinho de estimação, o Hamlet, que ganhou assim que descobriu sobre a doença.

Crédito da Imagem: SacudindoAsPalavras.com.br

Depois de ter a noticia da doença de Milo, sua mãe, Sandy começa a ter vários problemas: o casamento dela termina, ela começa a ter problemas financeiros, depressão e ainda tem que se preocupar com Milo. Para piorar tudo.. a senhora Louise coloca fogo na cozinha de casa.

Algumas coisas não fazem muito sentido quando somos crianças. Acreditamos que entendemos o que está acontecendo, mas sempre existe um contexto mais amplo.

Com tantos problemas na sua cabeça, Sandy se vê obrigada a colocar Lou em uma casa de repouso. Milo a principio fica triste e se nega a aceitar, mas depois de algumas conversas decide ajudar a mãe a encontrar um lugar adequado para sua bisavó e acabam escolhendo o “Lar Não me Esqueças”.

Assim que Lou se instala na casa de repouso, Milo passa a frequenta-la diariamente – o que irrita bastante a enfermeira Thornhil – e passa a ficar sempre atento a tudo que se passa com os moradores. Depois de alguns dias, Milo fica completamente obcecado em levar Lou de volta para casa mas conforme o tempo passa ele acaba ficando amigos de vários idosos e principalmente de Tripi, um refugiado muçulmano que trabalha como cozinheiro na casa de repouso.

Após passar tanto tempo na casa de repouso, ele descobre diversas irregularidades no local, e com a ajuda de Tripi e Al (um primo do seu pai hospedado em sua casa), Milo inicia uma investigação para desmascarar a enfermeira e levar sua bisavó de volta para casa.

A leitura foi algo fácil e rápido, e mesmo assim consegui me envolver demais com todos os personagens. Eu não gosto de livros no estrilo Sick-Lit (histórias em cima de doenças) pois me sinto mal. Porém, mesmo me sentindo triste por Milo, ver sua força de vontade e como um garotinho de 9 anos não se deixou abalar com a doença, se empenhando em ajudar sua bisavó, foi algo que me tocou profundamente.

O livro passa uma mensagem incrível de amor, união e força de vontade!

O Olhar de Milo é m livro incrível que merece que todos o conheçam. A história é de uma simplicidade enormee com certeza vai encantar qualquer pessoa que resolva conhecer Milo e sua Bisavó.

Share This Articles
Written by

24 anos, paulista, turismóloga e em um relacionamento sério com todos meus personagens de livros. Viciada em Séries, Filmes e Música.

6 comments

  • Carolyne Garcia

    Concordo com a Gabriela: livros que falam sobre criança geralmente é bem gostoso de ler e espero ler umd ia. A capa é bem bonita e dá mais vontade ainda de ler.

  • Gabriela Souza

    Oi! Tudo bem?
    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas já adorei! Livros que falam sobre crianças geralmente são muito gostosinhos de ler, e ver a força de vontade do Milo mesmo sabendo que vai perder a visão é tocante. Pretendo ler! Beijoss

  • Lily Viana

    Olá,
    História que envolvem crianças são sempre as melhores porque nelas mostra a forca de vontade única. Eu amei o livro, a trama dele e maravilhosa e com certeza vai fazer você chorar de emoção. Eu realmente ja quero esse livro.

  • Marília Leocádio Lourenço

    Adoro historia que envolvem crianças ainda mais espertas como o protagonista e super amoroso com a avó ainda que coisa mais linda de se ler, não conhecia o livro mas já gostei bem logo de cara, a capa é linda e eu leria sem duvida.
    Abraços!!!

  • Hérica Maria

    Ahh que fofo e emocionante! Adorei a capa, muito linda.
    Primeiramente #ForaTermer rsrs
    Segundamente: que história mais linda, eu amo livros com crianças e sei que essa vai me fazer chorar. Deve ser difícil ter essa doença, mas ele não se deixa abalar e isso é algo bom, pois ele não quer se dependente das outras pessoas! Como vc falou que é bom, vou tentar comprar. Preciso de livros com histórias emocionantes!

  • Lara Caroline

    Olá Pri.
    Pra começar adoro estórias com crianças. A simplicidade delas deixa tudo mais bonito e verdadeiro, e Milo já me encantou mesmo sem eu ter lido o livro. Pelo jeito este é um daqueles livros de ler com uma caixinha de lenços do lado. Gostei demais desta premissa, e a capa é uma gracinha neste tom de rosa.
    Beijos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.