Extraordinário

Fui apresentada a Extraordinário durante um passeio por uma livraria da minha cidade. Estava procurando um presente pra um primo de 09 anos e a capa me pareceu indicada pra essa idade. Comprei. Ele gostou do presente e na medida em que lia ia me contando a história do seu jeitinho de criança. Não deu outra: voltei à livraria e comprei o meu Extraordinário.

Dizem por aí que os livros são divididos em três categorias: os que você lê e guarda, os que você lê e indica e aqueles que você lê e absorve. Sem sombra de dúvidas, Extraordinário está na terceira categoria.

A única razão de eu não ser comum é que ninguém além de mim me enxerga dessa forma.

 

Extraordinário tem um ritmo diferente. Nada de correria, grandes reviravoltas ou mistérios. Extraordinário é singelo, simples e é isso que prende a nossa atenção: as coisas acontecem de uma forma natural. As perspectivas inocentes, mas nem sempre corretas dos personagens, expõem o lado humano da história: as falhas, as qualidades, mas acima de tudo mostra que pontos de vista diferentes são necessários para a engrenagem da vida funcionar. Aprender e ensinar. Ganhar e perder. Sorrir e chorar.

Eu acho que toda pessoa deveria se aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo.

Extraordinário não fala de um menino que tem uma doença e por isso é deformado. Ele mostra ao mundo as vantagens de ser Extraordinário. De um jeito cheio de amor, mostra como pessoas tentam espalhar gentileza, compaixão e aceitação; captando o impacto que um garoto mais que especial pode ter sobre o mundo que o cerca.

Extraordinário - 03Os sentimentos são variados, desde a proteção carinhosa de sua mãe, a proteção mais explosiva de sua irmã, passando pelo orgulho crescente que seu pai tem de seu filho.

De alguma forma absurda, este livro transforma nossos maiores problemas em formiguinhas. E nos dá força para lutar quando pensamos em desistir, ele era só uma criança e provavelmente não passaria da primeira noite. Ele não é Harry Potter, mas é o garoto que sobreviveu pra contar essa história. Pra contar como é ser amado olhando apenas pra dentro, pra ensinar como é viver a margem do que é cultuado sem perder a esperança e acima de tudo sem deixar de acreditar nas pessoas e nas boas intenções.

02

Extraordinário

Autora: R. J. Palácio
Editora Intrínseca
Número de páginas: 313

Sinopse: 28. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade – um impacto forte, comovente e, sem dúvida, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.

Garota Agridoce
Gírias cariocas com aquelas boas manias paulistanas. Um toque único de cada livro lido, cada série assistida, cada filme lembrado.. um conjunto de memórias, de lembranças boas a serem compartilhadas.