Resenhas de Livros

Shift

Shift  foi lançado esse ano pela Editora Fundamento, com o selo Onyria, e foi uma das leituras que mais me prendeu no decorrer dos últimos dias. Conhecemos a história de Olive. Ela é o tipo de menina que literalmente já foi tudo e hoje é nada.

Ela era popular, divertida, carismática. Olive tinha sua melhor amiga, Katie, desfilava pelos corredores e estava em todas. Hoje em dia sua vida mudou da água pro vinho e quem antes era sua melhor amiga.. hoje é seu pior pesadelo. Sem Katie ao seu lado e obrigada a fazer sessões de terapia, Olive conhece Ami e ambas se tornam ‘amigas’.

O que parecia mais um dia normal, se torna completamente ao inverso. A noticia que uma nova aluna estava chegando ao colégio causa furor entre os alunos: Miranda Vaile é o tipo de menina que, aparentemente, é confusão. Cheia de segredos e com um passado obscuro, ela acaba se tornando um imã para Olive.

De todas as coisas mais estranhas que começam a acontecer com a chegada de Miranda, a aproximação dela com Katie é a pior.  Conforme ambas se aproximam, coisas estranhas acontecem. Personalidades são alteradas, situações atípicas vem a tona e ao que parece suas psiques são trocadas. Além desses fenômenos surreais que Olive tenta mais não consegue entender, fica no ar: quem Miranda é? o que o passado sombrio dela tem a esconder? Como ela consegue fazer com que coisas estranhas aconteçam? como ela consegue se fazer ser a própria Katie?

SHIFT

Autora: Em Bailey
Editora Onyria
292 páginas
Ano: 2017

Sinopse: Olive Corbett não é louca. Ela já foi bonita, divertida e a melhor amiga de Katie, a garota mais popular da escola. Agora, Olive não se reconhece mais… Depois do “incidente”, o que ela mais quer é ficar sozinha e evitar problemas. E tudo vai bem até a chegada da estranha e misteriosa Miranda Vaile. Olive sabe que o mais sensato a fazer é se afastar de Miranda e de seu passado assustador. Mas ela não consegue… Miranda está manipulando Katie, o que inclui roubar as roupas, o namorado e a identidade dela. Além de drenar toda sua vitalidade, como um parasita… E ninguém, nem mesmo Katie, percebe isso. Será que, mais uma vez, Olive está perdendo o controle sobre a realidade? Ou Miranda está realmente “sugando” a vida de Katie, transformando-a em uma sombra? Quem ou o que Miranda realmente é? Há algo muito perigoso no ar e, para descobrir o que é, Olive tem que ir realmente fundo nessa história. Mas como fazer isso se ela mesma é uma vítima? Como proteger quem ela ama?

A premissa desse livro é boa. Eu me envolvi bastante com essa leitura e foi paixão a primeira vista por essa capa maravilhosa. Ela é simples, mas é complexa ao mesmo tempo! E, quando você começa a leitura, e vê o desenrolar no quesito ‘personalidades’.. ai sim você entende completamente a referencia feita na capa.

No começo fiquei pensando se esse livro era realmente um Young Adult, já que as situações nos levam a duvidar o gênero empregado na escrita. Mas, com o decorrer, podemos perceber que não se trata apenas das situações mais ‘difíceis de explicar’ mas sim de toda a carga emocional que um jovem pode carregar no ambiente escolar, por suas escolhas e amizades.

“..havia duas coisas que todos já sabiam sobre essa garota. A primeira era que ela não tinha pais – eles estavam mortos. E a segunda? Eles estavam mortos porque Mirada os matara.”

Abusos. Esse livro é um tremendo manual do que não devemos fazer e nem permitir que façam conosco. Relacionamentos tóxicos não estão presentes apenas nas relações amorosas, mas também em relacionamentos familiares, profissionais e, por mais triste que seja: entre amigos.

O tipo de papel exercido por Miranda é fundamental para abrir nossos olhos e ver que estamos, muitas vezes, cercados de pessoas que só conseguem extrair o mal de nós mesmos. Que em vez de ressaltar nossas qualidades, brilhar nossos pontos fortes, dividir os melhores e piores momentos e compartilhar conosco nossas vitórias, só nos sugam, nos levam a miséria emocional e isso é terrível.

Talvez esse seja o pior tipo de relacionamento abusivo: o relacionamento onde o abuso emocional é gritante e deixa marcas tão quanto as do abuso físico, por exemplo.

Onde o livro pecou para ganhar 4 estrelas, Michelle? No desenvolvimento de alguns personagens e a forma na qual eles lidaram com algumas situações. Olive é uma personagem interessante; uma menina que carrega um grande peso nas costas. Ela simplesmente não soube lidar com as situações decorrentes em sua vida e acabou se perdendo. Temos um mistério em forma de pessoa chamada Miranda e ela te surpreende ao demonstrar que sim, é duas caras. Que pode interpretar maravilhosamente bem e ser o anjo que te induz ao bem e, ao mesmo tempo, ser o diabo que fica relutando com o anjo em sua cabeça, te levando a perdição, as trevas.

Eu realmente gostei da leitura e indico demais!

Mesmo não tendo dado 5 estrelas.. essa história merece ter a chance de ser lida e, quem sabe, ela não possa abrir seus olhos, certo? 😉 Afinal, você tem visto o que realmente está a sua volta? As vezes as conseqüências de relacionamentos, seja qual for o tipo, podem ser incalculáveis.

Michelle Felippelli
27 anos, fotógrafa e publicitária formada e uma completa bookaholic. Sou exatamente ao pé da letra o significado de Agridoce: amarga e doce. ;) Junto com a Priscila sou fundadora do Portal Garota Agridoce, além de ser administradora, colunista e social media por aqui.