Livros

A chama dentro de nós

Não. Eu não li O Ar Que Ele Respira, não li Sr. Daniels e não conhecia nada de Brittainy. Sim, eu me arrependo loucamente por isso e prometo desde já recuperar o tempo perdido.

Nesse livro vamos conhecer a história de Logan e da Alyssa. Ele é um típico badboy, que não possui uma vida muito legal. Vivendo em um antro familiar depreciativo, ele é viciado em drogas, sua mãe também e, além de seu pai ser traficante, vive em um antro familiar super abusivo. Sua vida não é das melhores: vícios, trafico, abusos e problemas emocionais.

Alyssa é uma menina que vem de família nobre, uma excelente musicista, que possui uma carência afetiva muito forte devido ao abandono do pai. Sua mãe é o tipo de mulher que, após se frustrar com a ida do marido, simplesmente não sabe cultivar o sentimento de mãe. Ela é a principal desmerecedora na vida dela, vangloriando sempre sua irmã e desmerecendo Alyssa. Essa ausência de sua mãe junto a por sua irmã acaba marcando-a de forma bem e isso afeta Alyssa mais do que parece.

Logan e Alyssa não possuem nada em comum. São positivo e negativo, dois pólos completamente opostos. A única coisa que os une é a amizade que cultivam ao longo dos anos, além da carência familiar que compartilham em comum. Uma amizade muito bonita, bem tratada e com muita cumplicidade e amor. Em determinado momento essa amizade gera uma maior aproximação: eles encontram um no outro o que tanto buscavam em casa e não encontravam. Nasce um relacionamento junto de uma forte atração.. que fracassa e eles se separam.

Logan enfrenta seu vício, se presta a reabilitação e muda de vida, simplesmente vai embora. Depois de 5 anos longe, Logan volta para o casamento do seu irmão e sua vida muda completamente graças a uma descoberta muito intensa. Ele precisa decidir lutar por sua felicidade e por seus ideais ou se agarrar na esperança de algo melhor e não abrir mão de algo precioso: sua família.

Esse livro me surpreendeu. Me fez refletir demais e agradecer todo o conforto e toda a esfera familiar que tenho. Brittainy fala de forma tão sutil e direta conosco, nos mostra a realidade dura, triste e, em diversos momentos, desesperadora que muitas pessoas passam e nós nem ao menos temos como perceber.

A carga emocional é imensa. O drama contido nessa história é tocante. Eu me comovi, me emocionei e senti compaixão por Logan. Pela primeira vez eu não me importei em um romance não ser o assunto principal em um livro dessa temática. Tudo se baseia em Logan, em sua família e em suas escolhas.

Logan e Alyssa possuem uma história e ela é abordada no decorrer da volta de Logan a sua cidade natal, porém, Brittainy deixa claro que família é tudo e vem em primeiro lugar, independente de nossos sonhos, nossas paixões ou nossos amores.

Não importa o que aconteça, nós devemos sempre lutar por aqueles que amamos.

Família é nossa base. Família é tudo.

Michelle Felippelli About Author

29 anos, fotógrafa, publicitária formada e uma completa bookaholic. Exatamente ao pé da letra o significado de Agridoce: amarga e doce. ;)