maio 04, 2017

O Muro

Não irei me ater a detalhes sobre a história, tendo em vista que tudo o que eu escrevesse seria uma simples incrementada na sinopse. Vamos falar diretamente sobre o impacto desse livro, dessa história e dessas temáticas. Em geral os livros sobre a 2ª Guerra e sobre o Holocausto nos dão consciência de como a intolerância pode ser devastadora para a humanidade. Com este livro não seria diferente..

Podemos ver claramente que as cidades dividas por esse ‘Muro’ que separa a vida de Joshua são Palestina e Israel; por mais que o autor use nomes fictícios, ficam claras as referências. Joshua pertence ao lado que representaria os Israelitas, mas não é um religioso e na verdade ele nem mesmo acredita em Deus, como também não compreende a rivalidade entre as comunidades; ele apenas sabe que as pessoas ali são seus inimigos e que na primeira oportunidade que tiverem irão tentar matá-lo. Isso é tudo o que ele sabe, é toda a informação que escuta desde sempre.

“Compreendo, finalmente, que meu objetivo não deveria ser esquecer, mas lembrar. ”

Amarias (Israel) é uma cidade novinha que cresce cada dia um pouco mais, mas ele não se dá conta desse fato até atravessar o muro e conhecer Leila e sua família; ele apenas tem a sensação de que tudo naquela cidade é fantasioso. Liev, seu padrasto, é militar e por isso que Joshua está ali, já que sua missão é o projeto Amarias: reconquistar a terra que Deus deu ao seu povo e destruir os inimigos.

Joshua tem 13 anos e vive sérios conflitos com Liev. Sua mãe, fragilizada desde a viuvez, segue os ideais de seu novo marido sem questionar, mesmo quando esses colocam em risco a vida de seu filho. Quando Joshua atravessa o Muro e cria um vínculo com os “inimigos”, é visto como traidor por Liev; ele por sua vez, que est[a obcecado com sua missão, fará de tudo para proteger sua herança dada por Deus.

“Será que eu poderia ir para casa e continuar com a minha vida, fingindo que nunca conheci Leila e sua família, fingindo que meu padrasto nunca esteve nunca esteve a ponto de me estrangular, fingindo que havia sobrado ao menos um fio de confiança entre mim e minha mãe?”

O mais interessante desse livro é que você enxerga todo o enredo histórico pelos olhos de um garoto de 13 anos, que nada compreende sobre essa guerra entre os povos. Há um diálogo rápido e profundo entre Joshua e sua mãe que resume todo o conflito interno de Joshua.

“- Temos que proteger o nosso povo.
– E quem é o nosso povo?
– Todos nós que vivemos aqui!
– Todos nós?
– Sim!
– Dos dois lados do Muro?
– Quando você vai dar um fim a essa loucura? Você sabe perfeitamente bem quem é o nosso povo. Somos você e eu e pessoas como nós. Nossos amigos.
– Mas eu tenho amigos do outro lado do Muro também. E há pessoa nesse lado do Muro que eu odeio. Tem uma pessoa morando nessa casa que eu odeio. Então quem é o meu povo? Me diga.
– Quando vai parar com isso?
– Só tem uma pessoa que quer me matar, e ela é casada com você.”

O Muro é um livro espetacular, simples, doce e intenso. Ele nos induz à reflexão sobre como fingimos não notar essa falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar diferenças ou crenças de terceiros que o mundo vive.

É uma leitura que bate de frente com nossa zona de conforto.

A maneira como fingimos que as guerras não acontecem, apenas para não termos que lidar com o fato de que somos indiferentes às intolerâncias que causam dores no próximo e que estão espalhadas pelo mundo, é claramente bem próxima a uma realidade não nos é tão distante assim.

“O Muro mantendo seus tanques e aviões prontos para a próxima repressão, mas todos devemos nos comportar como se a Zona estivesse muito distante, em outro mundo, tão além do horizonte que ficava fora de alcance. A mentira aqui é diferente, porém mais convincente, mais fácil de acreditar.”

O MURO

Autor: William Sutcliffe
336 páginas
Editora Record – 2017

Sinopse: Joshua é um menino encrenqueiro que mora com a mãe e o padrasto em uma cidade dividida, onde soldados armados guardam uma barreira que separa duas comunidades. Desde pequeno ele sempre ouviu que, do outro lado, havia um território proibido, um lugar violento e perigoso, do qual um garoto como ele deveria manter distância.Um belo dia a bola de Joshua cai do outro lado do Muro e, ignorando tudo o que sempre ouviu, ele vai atrás dela e descobre um túnel que o leva a uma realidade que jamais imaginou encontrar. Lá ele acaba caindo nas mãos de uma gangue sanguinária, mas a bondade de uma menina salva a sua vida. O que ele jamais poderia imaginar é que isso acabaria desencadeando um ato de extrema crueldade, colocando-o em dívida com ela; uma dívida que ele fará de tudo para pagar.

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

Últimas Resenhas
Últimos Filmes
Últimas Séries