abr 20, 2017

Younger

Confesso que só pedi esse livro pelo simples fato de ter escrito na capa a seguinte frase: “Livro que inspirou a série de TV estrelado por Hilary Duff“. Sou da época de Lizzie McGuire, Cadete Kelly e Hilary Duff minha gente. Quando vi o nominho dela na capa, surtei. Pedi no impulso por um simples nome e uma capa super atrativa e graças aos céus, ou melhor, a Pamela, não me decepcionei em nada! Já comecei a baixar a série para poder acompanhar mais desse enredo fantástico e divertido.

Younger com certeza foi mais um livro daqueles que adoçam meu coração! <3 Se vocês soubessem o quanto eu amo livros nessa pegada, nesse estilo.. ai ai. Quem quiser me presentear, é só apostar nesse gênero e ó.. é tiro e queda!

YoungerYOUNGER

Autora: Pamela Redmond Satran
Editora: Record
Páginas: 319
Ano: 2015

Sinopse: Alice sempre pareceu mais nova do que realmente era, apesar de alguns fios de cabelo branco e do jeito despojado de dona de casa de Nova Jersey. Ou melhor: ex-dona de casa. Agora que o marido a deixou e que a filha já não é mais criança, ela precisa refazer sua vida. Então deixa que sua melhor amiga, Maggie, transforme seu visual na véspera do Ano-Novo. Graças às maravilhas da tintura de cabelo e de um par de jeans colado ao corpo, Alice se vê com uma aparência mais jovem, fato atestado num bar de Manhattan: à meia-noite, ela beija um cara que ainda usava fraldas quando ela já cursava o ensino médio. A mentirinha que contou a Josh a faz acreditar que, se ninguém perguntar sua idade, ninguém vai descobrir a verdade. Então Alice se candidata a um cargo na editora em que trabalhou brevemente antes de se tornar mãe em tempo integral – e consegue o emprego. Aos poucos, Josh se apaixona perdidamente por Alice, uma mulher muito mais interessante que as da idade dele. Para ele, Alice tem 29 anos – e pela primeira vez desde os 29 ela tem a sensação de que a vida é um mar de possibilidades. Mas, infelizmente, uma delas é ser desmascarada.

Em Younger vamos conhecer Alice, uma mulher madura no auge dos seus 44 anos. Mãe, ex-esposa e arrependida. Muito arrependida em ter visto a vida passar e ela ter ficado lá, parada. A história começa na noite de ano novo e como dizem: “Ano Novo, vida nova”, Alice só queria poder recomeçar e parar de se anular por tantos anos da sua vida. Se colocar em primeiro plano e se possível voltar alguns anos no tempo, tadinha. Mas nem sempre, por mais que pareça muito complicado, é. Maggie, amiga de infância de Alice, após passarem por uma viela da vida e Alice ser tentada e entrar na tenda de uma vidente pedindo apenas um desejo para voltar no tempo e ser mais nova, resolve presentear a amiga em segredo com uma transformação total: uma boa tintura no cabelo, roupas novas e na medida certa e uma boa dose de auto-estima.

Em sua cabeça, ao ser mais nova ela teria a chance de fazer tudo diferente e recuperar a auto-estima e o tempo perdido, podendo assim ter se dedicado a si mesma, a empregos, a vida em geral e não ter perdido os anos de sua vida após a gravidez dentro de casa, vendo a vida passar.  Ao se deparar com aquela Alice recauchutada, ela não se reconhece no espelho e de lá em diante a sua vida toma uma guinada completamente diferente.

“E então, me tornando mais jovem, eu tinha, de alguma forma, amadurecido. Eu me tornara o meu real eu adulto.”

Essa história é focada em duas situações: o arrependimento com a enorme vontade de fazer tudo diferente de Alice e as situações da vida de Maggie que, diferente de Alice, enxerga a vida e as oportunidades de outra maneira: Maggie é homossexual, tem a mesma idade de Alice, tem a vida toda construída e do nada resolveu que quer adotar uma criança, o que causou certo estranhamento e imposição no primeiro momento para Alice.

O que vem a seguir são atitudes baseadas na nova aceitação de Alice sobre si mesma. Um enredo delicioso, com personagens cativantes e bem definidos como Josh e Lindsay e cenas capazes de nos fazer gargalhar, sorrir, pensar e se emocionar. A forma descontraída de Pamela ao abordar o assunto atinge não apenas mulheres na idade madura, mas também atinge jovens como eu, você e muitos outros. Com uma linguagem universal, ela caracteriza e descreve com tremenda naturalidade as situações do dia a dia, momentos que todos nós temos em comum em algum momento da vida e com isso interage intensamente com nós, leitores.

Pamela foi muito feliz em Younger ao nos fazer refletir sobre o tema proposto, afinal.. o que vale mais na vida: nosso lado intimo com nós mesmas junto as nossas realizações pessoais e profissionais ou nosso lado familiar, cuidando de casa, marido e filhos? Em qual momento percebemos o que é melhor para nós? Talvez só passando na pele para saber. Acredito que cada mulher tem seu tempo e sua hora do ‘estalo’, a hora em que descobre o que realmente quer e o que realmente vale a pena.

Entre parágrafos e linhas, percorri diversas páginas nessa história e me envolvi emocionalmente com essas personagens. Percebi o quanto podemos ser instáveis emocionalmente e que não necessitamos estar no lugar dos outros para que possamos sentir o desequilíbrio e angustia que uma pessoa nessa situação sente. A mensagem é clara, bem definida e interessante: se aceite da maneira que você é. Viva a vida intensamente. Priorize o que você acha que vale a pena. Sinta as emoções a flor da pele, sorria com a alma e se arrenda apenas do que não fez.. afinal, a vida é isso e ela passa.

“Só nós mesmas temos o poder de transformar nossos sonhos em realidade.”

Younger é um livro que eu indico para minha irmã, de 20 anos, como para minha mãe, de 47. Com certeza pretendo reler novamente em outro momento da minha vida e que, talvez em 5 anos, eu possa ler novamente essa resenha e analisar minha vida de uma outra perspectiva e quem sabe eu não volte em alguns anos para contar pra vocês, né? 😉

confira os posts relacionados

Comente via Facebook

  • Livros assim fazem ver que a vida e passageira e que mais para frente nós vamos nos arrepender de não ter feito o que queríamos.
    Com certeza eu vou ler esse livro,gosto de coisas assim.

  • jady santos

    Achei mui muito legal o livro, parece ter uma boa dose de comedia e nos deixar um pouco reflexiva. Espero um dia ler.

  • Gislaine Lopes

    Oi Michelle,
    Já vi muitas propagandas da série e até assisti um episódio ou dois, mas não sabia que tinha sido baseada em um livro. Younger não só uma história sobre uma mulher que de repente acordou para vida, o pouco que conheci da trama da para notar o quanto a autora faz reflexões sobre escolhas tanto na vida pessoal quanto profissional. Alice é a representação da realidade de muitas mulheres que algum momento da vida se perguntaram o que fizeram e o que poderiam estar fazendo. Os arrependimentos fazem parte de quem somos e é através deles que aprendemos algumas lições. Apesar de não ter ficado muito interessada em assistir a todos episódios da série, acho que o livro será uma boa leitura.

  • Paula Menezes

    Adorei a resenha, vou anotar aqui para ler quando tiver mais tempo, com tantos livros de estudo não tá fácil ler outras coisas agora rs.
    Beijos

    http://diadespa.blogspot.com.br/

    • Oi Paula! Não deixa de conferir não, viu? Leia quando tiver um tempinho, vale muito a pena! Um beijo :*

  • Kemmy Oliveira

    OBS: tentei assinar o feed do blog, mas não dá certo 🙁 será que é algum problema aqui?
    Beijos!

  • Kemmy Oliveira

    Oi, Michelle!

    Simplesmente amei essa resenha. Adoro livros que nos fazem pensar sobre o que é realmente importante, sabe? Ler coisas sobre o futuro de personagens nos faz pensar no nosso presente. É por isso que eu amo ler! Cada livro nos traz novos aprendizados e isso é realmente excelente.

    OBS: Quem não queria voltar no tempo, Alice!? hahahah tadinha mesmo!

    Beijos,

    Duas Leitoras

    • Oi Kemmy! Fico muito feliz que tenha curtido minha resenha, de verdade <3 É exatamente isso que acontece comigo, eu fico pensando e refletindo muito sobre meu presente. hahaha
      Ler é maravilhoso e até hoje eu não consigo entender como tem gente que não consegue se quer ler um artigo de 2 paragrafos, que não curte e que tem repulsa pela leitura e por livros 🙁

      Quem não queria né? Eu sou uma mesma que daria tudo pra voltar uns anos na minha vida </3

      Adorei sua visita, viu? Volte sempre xuxu!
      Um beijo,
      Mi

      AHH, estou verificando isso do feed. Não sei o que houve mas tem realmente algo errado!

Últimas Resenhas
Últimos Filmes
Últimas Séries