Resenhas de Livros

Cartas ao Harry Potter

Já fazem mais de 18 anos que começou minha história de amor com Harry Potter. Fiquei fascinada pela capa do livro em inglês, quando o vi na mão do meu tio que vive nos EUA durante o natal de 1998. Em 2001 mergulhei de cabeça em um universo completamente novo e mágico, a paixão foi instantânea e a primeira vista. De lá pra cá nunca tive muita sorte em poder ter pessoas ao meu redor que também gostassem de todo esse universo criado pela J.K. Rowling e talvez por isso, quando me deparei com Cartas ao Harry Potter, me encantei e comprei esse livro.

Cartas ao Harry Potter é uma coletânea com dezenas de cartas, todas destinadas ao bruxo mais famoso do mundo, compõem esse livro. Não temos uma história com inicio, meio e fim, apenas diversas mentes sendo abertas e expostas ao mundo, em cartas lindas, sinceras e, por muitas vezes, emocionantes até.

Me deparei com esse exemplar voltando de São Paulo, na rodoviária do Tietê, por apenas R$5,00. Preciso comentar que não pensei duas vezes para adquiri-lo? Pois é, não pensei mesmo. Durante mais de uma hora esse livro foi meu companheiro de estrada. Viajei por vários países, acordei pensamentos adormecidos em meu coração e me lembrei da Michelle de 10 anos de idade, correndo pelos corredores do Shopping Via Parque, louca pra assistir a estreia de Harry Potter.

Uma das cartas que compõem o livro ‘Cartas ao Harry Potter’.

Vi a Michelle de 10 anos de idade estampada em diversas cartas, em diversas respostas contidas nesse livro e, mais uma vez, consegui ver o quanto a leitura pode nos fazer alguém melhor, alguém mais sonhador e com mais fé nas pessoas. Harry Potter extraiu o melhor de mim, me fez sonhar e desejar fazer parte daquele mundo.. e é bom saber que eu nunca estive sozinha nessa.

Se você for, assim como eu, uma Potterhead de carteirinha: não deixe de comprar seu exemplar! Ele não vai te garantir nenhuma leitura U-A-U! mas vai despertar aquele teu lado criança adormecido no coração e fazer, nem que seja por alguns minutos, reviver os mais doces sonhos que um dia sonhamos e deixamos adormecer em algum lugar de nós.

Michelle Felippelli
27 anos, fotógrafa e publicitária formada e uma completa bookaholic. Sou exatamente ao pé da letra o significado de Agridoce: amarga e doce. ;) Junto com a Priscila sou fundadora do Portal Garota Agridoce, além de ser administradora, colunista e social media por aqui.