Crítica de FilmesVídeos

CINQUENTA TONS MAIS ESCUROS

Sem regras, sem castigos e sem mais segredos. Essa frase definiu em todos os veículos de comunicação através de vários teaser’s, posters, mobiliários urbanos e trailers o mais aguardado lançamento cinematográfico do mês: Cinquenta Tons Mais Escuros

CINQUENTA TONS MAIS ESCUROS

Gênero: Romance
Direção: James Foley
Roteiro: E.L. James, Niall Leonard
Elenco: Dakota Johnson, Jamie Dornan, Luke Grimes, Rita Ora, Victor Rasuk
Produção: Dana Brunetti, E.L. James, Michael De Luca
Fotografia: John Schwartzman
Montador: Richard Francis-Bruce
Trilha Sonora: Danny Elfman
Duração: 115 min.

Sinopse: Enquanto o masoquista empresário Christian Grey luta contra seus demônios interiores, Anastasia precisa controlar os ciumes que sente das ex-parceiras de seu agora dominador. Continuação da febre Cinquenta Tons de Cinza, adaptado da trilogia de E.L. James.

Criado através de uma fanfic de Crepúsculo, pela autora E. L. James, a trilogia de 50 Tons de Cinza causou um estouro a nível mundial, levando milhões de leitores a loucura com o romance entre Anastasia, uma estudante sem sal/sem graça/sem presença/sem auto-estima – e Christian Grey, um cara lindo, charmoso, atraente, enigmático e, além disso, um empresário multimilionário e com gostos sexuais peculiares.

A franquia de 50 Tons além de criar milhares de fãs, de haters e desencadear bastante crítica negativa, proporcionou também um enorme aumento em vendas de livros no mundo inteiro, e isso é inegável! a editora Intrínseca – detentora dos direitos da trilogia no Brasil – está aí para confirmar isso em relação as vendas nacionais; e, além disso, gerou também uma grande expansão e visibilidade ao gênero erótico na literatura.

Que o livro conquistou as telonas nós já sabemos e, agora, depois de 2 anos de espera, a segunda adaptação chegou ontem, (09/02) aos cinemas do Brasil, mas com estreia oficial no Valentine’s Day (12 de Fevereiro).

Protagonizado por Dakota Johnson e Jamie Dornan, a pré-estreia de Cinquenta Tons Mais Escuros não foi lá grandes coisas de público (ao menos aqui em Niterói, na sessão de 14h20, encontrei uma sala com quase 40% dos lugares vagos). 

Dessa vez resolvi fazer diferente e trazer a primeira crítica de filmes em vídeo aqui no blog. Reuni todas as minhas impressões, tanto positivas como negativas, em um vídeo especialmente sobre o tema: Cinquenta Tons Mais Escuros.

Em Cinquenta Tons Mais Escuros temos um Christian Grey um pouco mais aberto, mais trabalhado e com um senso de humor mais aparente. Temos uma Ana bem indecisa, que hora quer hora não quer, e que mantém um tom bem desagradável o filme inteiro: tipicamente das mocinhas enjoadasNesse filme temos um Christian mais disposto a ceder, a abrir mão de seus “desejos” para estar junto dela, um homem que resolve se entregar, a sua maneira, ao desconhecido (já que ele até então só havia tido relacionamentos sadomasoquistas) e é legal de ver o psicológico dele sendo descontraído ali a partir do momento em que aceita que precisa também acatar e não ser somente obedecido. 

Não me estenderei mais no assunto, vou deixar pra vocês conferirem mais no vídeo!

Só para deixar bem claro:

Essa é apenas a minha opinião, certo? Você não precisa concordar e nem gostar/desgostar das mesmas coisas que eu, apenas respeitar. 😉

10 fev, 2017
Michelle Felippelli

Posts relacionados