This error message is only visible to WordPress admins

Error: No posts found.

Make sure this account has posts available on instagram.com.

Crítica de Filmes

Peter Pan – O Filme

Com uma super produção, efeitos especiais, fotografia e sonorização impecáveis, Pan vem contar como tudo aconteceu para que Peter Pan se tornasse o lendário ‘menino que não cresceu‘ e que vive com seus meninos perdidos na Terra do Nunca.

Como uma boa e eterna apaixonada pelo clássico de J.M.Barrie, precisei conferir essa história e é sobre ela que irei falar com vocês agora. 😉

Peter Pan 2015 Filme Resenha Blog Garota Agridoce

Uma grande reviravolta e todas as certezas que achávamos possuir escorrem por água abaixo. Essa não é mais uma história sobre o menino que não cresce. A aposta da Warner foi em uma excelente releitura de um grande clássico produzido pela Disney em 1953: a história foi totalmente desconstruída e recontada desde o comecinho, quando Peter Pan era apenas Peter.. mais um dos meninos abandonados por seus pais em um abrigo.

Londres. Clima cinzento. Chuva. Uma criança e sua mãe. Um beijo e uma promessa de reencontro. Um pequeno e indefeso menino é abandonado na porta de um abrigo para meninos, junto com uma carta e um bilhete escrito seu nome: Peter. Alguns anos se passam e ele cresce. Agora com 12 anos convive em um país em meio a Segunda Guerra Mundial, com o racionamento de comida, maus tratos e a incerteza do amanhã. Freiras abusadas, más. Crianças começam a sumir da noite pro dia e Peter, astutamente, junto com seu melhor amigo Nibs, começam a investigar na calada da madrugada, até que são surpreendidos por estranhas figuras raptando as crianças na calada da noite. Piratas. O destino? A Terra do Nunca.

12182704_931211540297165_5108536980071700624_o

Peter junto a muitos outros meninos raptados são levados diretamente para a Terra do Nunca, onde são recebidos por seu líder: Barba Negra. Eles são recebidos com um coro de adultos, jovens e crianças, todos homens, entoando em uma só voz arrepiante a canção clássica de Nirvana, Smells Like Teen Spirit (clique para ouvir a música na versão original do filme), seguido da entrada fascinante do nosso então vilão Barba Negra. O objetivo dessa enxurrada de homens é apenas um: encontrarem o máximo possível e existente de cristais. Engana-se quem pensa que são apenas cristais para enriquecer uma possível existente fortuna: Cristais de pó de fada, responsáveis pelas sessões de rejuvenescimento – que garantem vida eterna – de Barba Negra

12027252_931211653630487_3560471935728869528_o

A história vai caminhar em torno de uma lenda, uma profecia, uma história contada desde a época em que a Terra do Nunca – até então dominada pelas Fadas – foi tomada por Barba Negra: um menino – possuidor do dom mágico de voar – seria o salvador de todo o horror proporcionado pelos Piratas aquela terra, libertando novamente o Reino das Fadas.

“As vezes amigos começam como inimigos e inimigos começam como amigos.”

A guinada da história é fantástica. Uma reconstrução que te deixa perplexo, ansioso por mais, vidrado na tela. Temos a inversão total de papéis neste filme: conheceremos James Gancho, um homem que, assim como Peter, foi raptado para a Terra do Nunca e escravizado na busca pelo pó de fada. O papel de vilão que todos conhecemos, a principio, fica para trás. Temos um cara de coração bom, forte, guerreiro e que, no decorrer do filme, demonstra estar muito longe de ser o tão temido Capitão Gancho.

12095328_931211826963803_1160108103902341096_o

Encontraremos a fada mais querida do mundo, Sininho, no decorrer da história.. mas adianto que ela teve um papel tão pequeno e vago no filme que juro ter tido vontade de socar o roteirista desse longa. Esse é mais um dos filmes que entraram para os meus favoritos, assim como todas as animações e releituras ficcionais de Peter Pan. Esse filme, assim como a grande maioria dos filmes de atualmente, não passa impune de críticas. Temos alguns exageros no decorrer da produção, o que infelizmente não é passado desapercebido, mas também não aniquila a qualidade e o resultado de toda composição.

12052478_931211643630488_1836231431545092890_o

O charme de PAN (título original do filme) fica por conta do pequeno Levi Miller, que encarna na pele de Peter. Um menino dono de um sorriso incrível, de um olhar contagiante e com uma atuação que te prende, te surpreende. Me vi realmente encantada por ele. Não pode e nem deve passar desapercebida a atuação do grande Hugh Jackman, atuando a pele do Capitão Barba Negra, e notavelmente se divertindo horrores com isso. Surpreendentemente cômico em determinados momentos, Hugh me fez admirar mais ainda sua atuação. Outros atores como Rooney Mara e Garret Hedlunt  dão vida a Princesa TigrinhaCapitão Gancho, personagens secundários e nem por isso menos importantes na história.

12032899_931212746963711_8565881567122943892_o

Minhas – poucas – críticas ficam por conta da continuidade das cenas do filme. Acredito que o enredo tenha ficado um tanto extenso demais. Em alguns momentos acabamos tendo que ‘nos situar‘ novamente na história. As transições ficaram confusas.. o que me fez perder o rumo em poucos momentos. O contraste de tons da fotografia do filme também confundiu um pouco meu cérebro de inicio; nada de grave, já que na terceira vez que temos esse contraste consegui reagir de imediato e não me ‘causou mais danos‘.

A mensagem passada pelo filme é bem positivaSuperação. Se supere. Mostre para si mesmo que você pode, que você tem potencial, que só depende de você. Acredite em si mesmo. Tenha bons pensamentos. Tenha pensamentos felizes. Em todo momento somos bombardeados por citações dignas de quotes que devemos levar para a vida ou quem sabe – para os mais radicais e apaixonados – para se tatuar na pele: ‘..Casa não é de onde se vem mas sim o que se constrói‘.

12031532_931211420297177_1288474907437713120_o

Em um apanhado geral, PAN é o tipo de filme excelente para todos os momentos. Não existe tempo ruim ou desculpa para não assisti-lo. Ele vai mexer com seu emocional, vai te fazer pensar e refletir com muitas frases e situações nas quais nossos personagens passam no decorrer da história. Com um exemplo excepcional, vai reafirmar valores preciosos como os da amizade, do amor, da confiança, de união e acima de tudo: da aceitação própria, da superação dos nossos limites.. PAN vai te fazer rever seus conceitos sobre si mesmo e trazer de volta a fé própria, a fé em nós mesmos.

EU ACREDITO. E você?


PAN é uma releitura – criada pela Warner – do clássico dos estúdios da Walt Disney, Peter Pan. Dirigido por Joe Wright e com duração de 111 minutos, PAN teve sua estreia no Brasil em 09/10/2015, com classificação LIVRE, nos gêneros ‘Fantasia/Aventura’.

Michelle Felippelli About Author

29 anos, fotógrafa, publicitária formada e uma completa bookaholic. Exatamente ao pé da letra o significado de Agridoce: amarga e doce. ;)