Crítica de Filmes

Para Sempre Alice (Still Alice)

A primeira coisa que me veio em mente quando terminei de assistir esse filme ontem foi: preciso falar dele no blog. </3 Para Sempre Alice, estrelado por Julianne Moore, foi um filme que abalou minhas estruturas ao tratar de algo tão singular como é o caso do Mal de Alzheimer; e hoje, nossa sessão pipoca tem Para Sempre Alice como ‘filme em cartaz’. 😉

Antes de mais nada.. tudo bem com vocês? Esse tempo doido que não nos dá sossego vem tirando minha paciência. Uma hora chove, outra hora faz um calor dos infernos.. e os apagões? Só ontem a noite foram uns 5 seguidos. Essa semana está recheada de filmes por aqui, que delicia! hahahah As vezes é muito bom sair um pouco da rotina, principalmente quando o tema abordado em questão é bom! Enfim, vou parar de enrolar e começar a falar desse filme que mexeu tanto comigo.

Para Sempre Alice é uma adaptação cinematográfica do livro de Lisa Genova, originalmente intitulado Still Alice, que na tradução fiel seria “Ainda Alice” e, nacionalmente foi traduzido em “Para Sempre Alice“. Lançado pela Editora Nova Fronteira, o livro está em sua segunda capa, levando atualmente o poster do filme em sua nova edição.

Esse filme fugiu a regra e por incrível que pareça.. eu o assisti antes de ler o livro. Em certo ponto isso foi bom, eu estava bastante ansiosa por assistir esse filme e como o mesmo só vai ser lançado nos cinemas brasileiros em 26 de fevereiro deste ano.. recorri aos meus sites de torrents amigos e pronto: preparei a pipoca, baixei a legenda e comecei a assistir no conforto da minha caminha.

PARA SEMPRE ALICE FILME RESENHA OPINIÃO BLOG LITERÁRIO GAROTA AGRIDOCE 1

Nesse filme vamos conhecer Alice, uma renomada palestrante. Uma mulher no auge da vida, dos seus cinquenta anos, mãe de 3 filhos, que começa simplesmente a esquecer. Um dia esquece o que estava falando, no outro perde as chaves e quando se da conta, perde a localização e não sabe se quer como voltar para casa. </3 Alice tem a perspicácia de buscar ajuda ao perceber os primeiros sintomas de esquecimento. Depois de vários exames ela é constatada com um caso raro de Alzheimer vindo de histórico familiar, o que pode levar seus filhos a terem o mesmo gene.

Pra quem não sabe o que é o mal de Alzheimer, vou deixar uma breve explicação sobre a doença:

O Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções intelectuais, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social e interferindo no comportamento e na personalidade. De início, o paciente começa a perder sua memória mais recente. Pode até lembrar com precisão acontecimentos de anos atrás, mas esquecer que acabou de realizar uma refeição. Com a evolução do quadro, o alzheimer causa grande impacto no cotidiano da pessoa e afeta a capacidade de aprendizado, atenção, orientação, compreensão e linguagem. A pessoa fica cada vez mais dependente da ajuda dos outros, até mesmo para rotinas básicas, como a higiene pessoal e a alimentação. (Fonte: www.minhavida.com.br/saude/temas/alzheimer)

Com uma sensibilidade ímpar, esse filme foi dirigido espetacularmente! A luta de Alice dia a dia contra seu esquecimento é muito bem representada por Julianne Moore. Alice começa a lutar contra si mesma; luta diariamente por lembranças, luta pela atenção da familia nesse momento onde ela ainda pode ser ela mesma. Alice tem consciência que esses momentos podem ser os últimos onde ela ainda se mantém sendo somente Alice. Conforme a doença vai avançando, podemos esperar todas as reações da família e o que mais me surpreende é sem sombra de dúvidas a forma como essa doença ao mesmo tempo que aproxima os familiares também é capaz de afasta-los. Você se pega completamente desprevinido, sem saber o que esperar do passar do tempo, do avanço da doença. Muitas questões pessoais são afloradas em nós mesmos mediante vamos percebendo o aumento da necessidade de ajuda de Alice. O desespero dela em querer viver e aproveitar tudo, em não querer depender dos outros, em tentar manter seu ritmo normal de vida chega a nos sufocar com tamanho desespero, aflição e.. me falta palavra para descrever o aperto que senti conforme o tempo ia passando no filme.

Para Sempre Alice

PARA SEMPRE ALICE FILME RESENHA OPINIÃO BLOG LITERÁRIO GAROTA AGRIDOCE 9

PARA SEMPRE ALICE FILME RESENHA OPINIÃO BLOG LITERÁRIO GAROTA AGRIDOCE 3

A atuação dela está simplesmente espetacular! O medo, a distração, o ‘avoamento’ e todos os sintomas completamente normais em portadores dessa doença começam a aparecer e são fabulosamente interpretados. Ela é fabulosamente incrível, fantastica e possui uma encenação merecedora de um Oscar. Resumindo: um puta impacto foi o que esse filme me causou. Ele me fez refletir sobre meu hoje, meus momentos.. sobre tudo. Minha familia, meus parentes e amigos, minhas lembranças. Essa história me despertou o medo de algo tão abstrato como essa doença, mas que causa danos tão concretos não só pra quem a sofre, como também para quem presencia no cotidiano esses sintomas dia após dia aparecendo do nada, sem dar alarde, apenas chegando e tomando cada vez mais espaço dentro de uma familia.

Eu deixo o trailer pra vocês e espero que aos que já tenham assistido possam estar, assim como eu, torcendo muito paraa Julianne levar esse prêmio no domingo, 22/02, como Melhor Atriz no Oscar. Estarei assistindo e com os dedos cruzados!


Eu gostaria muito de ter lido o livro antes, mas.. as vezes nem tudo sai como planejamos. Ainda irei ler, é apenas questão de tempo! E vocês, já assistiram esse filme? Pra quem ainda não assistiu.. super recomendo, de todo coração! É um ótimo filme, mesmo sendo um drama é muito bom para pensarmos na vida e valorizarmos o hoje enquanto ainda o temos! E pra já assistiu: conta pra gente o que achou aqui nos comentários. 😀

Não deixem de seguir o Garota Agridoce nas Redes Sociais!
Facebook – Instagram – Twitter – Youtube

Michelle Felippelli About Author

29 anos, fotógrafa, publicitária formada e uma completa bookaholic. Exatamente ao pé da letra o significado de Agridoce: amarga e doce. ;)